BRF vê 2017 com “otimismo cauteloso”, após queda de 97% no lucro

BRF S.A., maior exportadora de carne de frango do mundo, espera que uma melhora no cenário para o mercado de carne frango em 2017 colabore para o desempenho da companhia, segundo o CEO Pedro Faria, após a empresa ter registrado uma queda de 97,4% no lucro líquido do terceiro trimestre na comparação com igual período de 2015.



A BRF teve um lucro líquido de R$ 18 milhões no terceiro trimestre, impactada principalmente por alta nos custos do milho. A receita líquida subiu 2,7% no período, para R$ 8,5 bilhões, quando a empresa comercializou 1,2 milhão de toneladas de alimentos globalmente. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) caiu 32,4% para R$ 886 milhões.

“Esperamos que muitas das coisas que fizemos em 2016 tenham um efeito positivo em 2017”, disse Faria – conforme apuração da CarneTec –, em teleconferência com analistas em inglês.

Ele afirmou que a companhia mantém um “otimismo cauteloso” em relação ao desempenho em 2017, com expectativa de que os aumentos de preços de produtos não precisem ser tão frequentes como em 2016.

A empresa pretende acelerar as vendas ao longo do quarto trimestre, com as festas de fim de ano, após registrar uma queda de 6,9% nos volumes vendidos no Brasil durante o terceiro trimestre, na comparação com o mesmo período do ano passado. Faria disse que a empresa está lançando uma campanha para elevar as vendas do Chester em que, para cada ave vendida, uma outra será doada pela companhia.

Até o fim de 2016, a BRF terá lançado 25 produtos no Brasil neste ano, entre os quais opções de pratos congelados e a linha de pratos para cozinhar em parceria com o chef Jamie Oliver, dentro de sua estratégia de diversificação e inovação.

Leia a notícia na íntegra no site CarneTec.



Deixe uma resposta

*