Exportações diminuem 16% em julho, e queda dos preços continua

O mercado de boi gordo registrou poucos negócios nos últimos dias. Entre 27 de julho e 3 de agosto, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa do boi gordo cedeu 1,6%, fechando a R$ 151,82 nessa quarta-feira, 3. Segundo colaboradores do Cepea, a oferta de animais para abate não tem sido muito expressiva, o que limita quedas mais intensas.

No mercado atacadista da Grande São Paulo, o movimento de queda nos preços continua. De 27 de julho a 3 de agosto, o traseiro se desvalorizou 2,5%, fechando a R$ 10,20/kg na quarta, 3. Já o dianteiro teve ligeira valorização de 0,36%, a R$ 8,27/kg na quarta. A média da ponta de agulha caiu 1,3%, a R$ 8,24/kg no dia 3. Com isso, a carcaça bovina se desvalorizou 1,4%, fechando a R$ 9,19/kg.



O volume de carne bovina in natura exportada também diminuiu em julho. No mês, foram embarcadas 82,2 mil toneladas, queda de 15,6% frente a junho/16 e o menor volume desde março de 2015. Ainda assim, no acumulado parcial deste ano (de janeiro a julho), a quantidade embarcada totaliza 655,6 mil toneladas, 12,8% acima do volume do mesmo período de 2015.

Fonte: CEPEA

Deixe uma resposta

*