Produtor de grãos vê oportunidade em sistemas integrados com pecuária

O consultor de agronegócios e ex-secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Ivan Wedekin, afirmou que os produtores de grãos do País estão vendo na pecuária uma oportunidade de investimento e aumento de produtividade.

Por meio de programas de integração entre lavoura e pecuária (ILP), Wedekin explicou que é possível crescer em área plantada com grãos (sobre pastagens degradadas), intensificar o uso de pastagens (recuperadas após a colheita das lavouras), aumentando, assim, a produtividade em ambas as atividades.

“Produtores (de grãos) estão acostumados a produzir com alta tecnologia”, disse, durante a Intercorte, em Cuiabá (MT), nesta sexta-feira, 13, acrescentando que há, também, em sistemas integrados, uma transferência do “espírito empreendedor” das lavouras para a pecuária. Além disso, a baixa volatilidade de preços na bovinocultura atrai os agricultores.

O consultor lembrou que a pecuária brasileira continua predominantemente extensiva e faz pouco uso de insumos modernos. “A pecuária ainda é um negócio de ciclo completo (com cria, recria e engorda) e o retorno do investimento é de longo prazo”, disse ele.

Wedekin falou também sobre as oportunidades do Brasil no mercado internacional, nos segmentos de soja e carnes, mas foi cauteloso ao citar a questão da guerra comercial entre Estados Unidos e China. “É uma briga muito grande para que de fato ocorra”, disse. “Os Estados Unidos não conseguem se abastecer se não comprarem um grão de soja da China”, completou.

http://www.cnabrasil.org.br/

Deixe uma resposta

*